Blog

Projetos que transformam carreiras para: mães

Existem sempre muitos questionamentos direcionados à mim sobre como podemos, de fato, sermos mais felizes no trabalho. Já disse muitas vezes que essa questão é muito particular, que sem conhecer a si e às próprias necessidades, interesses, paixões, dentre outras variáveis, não é possível mesmo ter uma resposta realmente boa para essa questão.

Inclusive, escuto muitos questionamentos sobre como mães e pais de família podem se dar ao luxo de fazer uma escolha dessa. Pois é…
O que não fica claro para quem me questiona sobre isso é o fato disso não ser um luxo quando aquilo toca eles e sim uma necessidade da existência daquela pessoa.

É justamente dessa necessidade de mudar algo, dessa urgência do ser que quer ser representado, inclusive, através do seu trabalho, que maravilhosos projetos que funcionam e impactam diversas vidas, além daquela que começou tudo para satisfazer a própria alma, surgem. Também é assim que, muitas vezes, descobrimos para qual carreira estamos destinados.

Falando sobre mães e suas carreiras junto da maternidade em específico, conheci o projeto Mãe at work da Cinthia Dalpino. Foi um respiro para esses questionamentos que as vezes, confesso, até eu mesma me fazia. Será mesmo que uma mãe pode escolher fazer o que realmente quer em sua carreira, mesmo correndo riscos da grana ficar curta, dentre tantas outros “riscos” que só uma mãe consegue sentir? Ela e esse projeto só me provaram que sim.

Por meio dela conheci a Renata Magliocca e sua história, que você pode ler clicando aqui. Um exemplo, tão f*da quanto o da Cinthia, como uma resposta e um possível alívio para as mamães e futuras mamães. Ela, ocupando um cargo de liderança na Cia de Talentos, ao decidir assumir também o posto de mãe, teve que se posicionar diante dos chefes e, com muita coragem, lutar por possibilidades de continuar trabalhando e também ter tempo e presença na criação da filha.

Sem impor, propondo possibilidades que pudessem ser aplicáveis e justas a todas as mães e futuras mães daquela empresa, a coisa toda foi se tornando possível. Ela tinha essa urgência, essa necessidade dentro da alma: quero ser uma mãe presente e quero continuar trabalhando, assim como a Cinthia e muitas outras mães que conhecem e/ ou fazem parte desse projeto. Deixou de ser um luxo, se tornou uma necessidade.

A conquista da carreira que queremos está muito ligada à coragem e ousadia, análise do que somos, do que nos deixa incoformados e do que queremos resolver no mundo – seja isso algo existencial, prático, técnico, tanto faz! É assim que batemos no peito e enfrentamos o que nos foi dado como padrão. Há sempre uma forma de negociar essa jogada, mesmo que os caminhos e possibilidades sejam diferentes de uma pessoa para outra.

Sabemos que ainda existem milhares de pessoas, mulheres e homens com ou sem filhos, que não têm nem a oportunidade de pensar em se questionar sobre escolher uma carreira. Mas é por movimentos assim que, com sorte, no futuro, poderemos comemorar a diminuição desses números.

Veja também

Newsletter Archive
Arquivo da News – 1o semestre 2017

Prometi lá nos stories do instagram, em julho de 2017,…

tcc_meme_-_tcc_da_depressao
“UNIVERSITÁRIA FINGE SEQUESTRO PARA NÃO APRESENTAR TCC”

Esse foi o título de uma notícia de 2012, que…

ouvir.fw2_.fw_
3 motivos para ação: como motivar sua equipe

Não é de hoje que as questões de bem estar…

Fala comigo

Acompanhe

+55 (11) 96532-6412
falacomigo@raqueltetti.com.br
Av. Doutor Cardoso de Melo, 71
Vila Olímpia, São Paulo - SP
CEP.: 04548-001

inscreva-se e receba nossa newsletter
Raquel Tetti Coaching 2016
por estudiomonno